Translate

quarta-feira, 3 de outubro de 2012

PALESTRA - A VIDA

Como Viver a Vida
Vamos aproveitar para fazermos uma reflexão: Como anda a nossa convivência no lar; Será, que estamos nos esforçando para darmos o melhor? Como anda nossa vida? Nós sabemos o que queremos da vida? Ou será que estamos simplismente cumprindo nossas obrigações diárias?
 Somos uma centelha divina.
Supondo uma grande massa de pão, feita com farinha, fermento, ovos e leite, pego pedacinhos pequeninos de pão e separo, um a um, todos esse pedacinhos têm os componentes químicos da grande massa." É assim que idealizo dentre de mim, Deus e os espíritos. (Perdoem a forma tão vulgar!)
 Deus nos criou simples, sem nenhum conhecimento, para que pudéssemos através das nossas vivências e experiências, desenvolver dentro de nós, o amor e a inteligência;
E Deus nós deu uma casa para morarmos, uma casa onde na sua construção foram usados, materiais de primeira linha e os melhores construtores do universo. Esta casa é o nosso Planeta Terra, além de ser uma casa é também uma escola.
 Deus, além da casa, perfeita e maravilhosa, Ele nos deixou regras, para serem seguidas, para que pudéssemos viver bem e sermos felizes. "Deus criou todos os espíritos para serem felizes."
 Vejam que casa, Deus nos proporcionou, a Natureza é perfeita, lembrem do mar, das montanhas, do Céu, que às vezes está rosa, esverdeado, outra  vezes está muito azul, sem nenhuma nuvens ou cheio de nuvens; à noite, cheio de estrelas brilhando, lembrem da lua, do sol, que nos aquece, as flores com seus perfumes, suas variedade em cores, tamanhos e formatos. E as frutas, que delícia, que aroma, que sabor; os pássaros, os animais, as cachoeiras, tudo é perfeito. Deus nos deu do bom e do melhor.
Agora, porque com tudo isso que temos, não somos felizes? Sofremos! Por que sofremos?
Sofremos, porque somos filhos desobedientes, nós não respeitamos as Leis de Deus, as suas regras; nós não seguimos, não perdoamos, nós não fazemos ao próximo o que gostaríamos que nos fizessem, nós falamos mal, julgamos, cobramos muito, não damos carinho, não toleramos, não servimos e todos esses sentimentos ruins, que nos envolve em nosso dia a dia, fazem com nos afastemos de Deus, porque Deus é amor! Quanto mais amor tivermos dentro de nós, mais próximos de Deus estaremos.Quanto mais sentimentos contrários ao amor, mais distantes estaremos de Deus.
Quantas vezes nós escutamos essa frase, Deus não te abandou, foi você que abandou e se esqueceu de Deus. É nesse sentido.
E nesse caminhar dia a dia com sentimentos negativos, nos leva a sermos tristes, uma sensação de vazio dentro do peito, uma insatisfação, uma falta de alguma coisa que não sabemos o que é; e aí, vivemos numa busca incessante pela felicidade, todo mundo busca a felicidade, o bem querer o bem viver.
E em contra partida nós temos televisão, rádio, internet, revistas, jornais, que nos mostram que para sermos felizes, para proporcionarmos felicidade a nossa família, nós devemos ter! Ter um carro 0 km, uma casa nova, com aparelhos modernos, roupas da moda, jantares em restaurante finos, devemos viajar, isso é bom?  É uma delícia. Trás felicidade? Momentânea, logo passa e voltamos a busca pela felicidade. Por que?
Porque nós estamos pensando errado. Nós não devemos ter, para sermos felizes, nós devemos ser!
E Deus nos enviou Jesus que nos mostrou como deveríamos viver para sermos felizes, para estarmos bem, para conseguirmos desenvolver aquilo que nós viemos fazer. Viemos para o que? Para desenvolvermos o amor e a inteligência. Não viemos para ganhar dinheiro e ter, ter e ter. Não! viemos para trabalhar, quantas vezes escutamos que não viemos ao mundo de férias e sim a trabalho. Nós viemos trabalhar o despertamento do amor e da inteligência.
Vamos refletir um pouco. Como foi Jesus? Qual foi  a sua postura diante da vida? Com ele fazia?
Ele perdoava, não julgava, usava da paciência para ensinar, olha que Ele tinha um esclarecimento da vida muito grande e ele estava diante de uma humanidade com uma mentalidade ainda restrita.
E ele conseguia chegar ao nível de entendimento de seus irmãos , não era orgulhoso, não era vaidoso ao extremo, era bom, ajudava, era equilibrado nas emoções, ele meditava, Então, olha como devemos ser. Ah! mas se um faço ele não faz e aí? Aí? não interessa, sabe porque? quando  morrermos, primeiro somos seres individuais, quando eu morrer eu irei sozinha, vou responder a Deus, a Deus não! a minha consciência, porque Deus não cobra ninguém. Quem cobra de mim é a minha consciência.  Sou eu! O que eu fiz? O quanto ajudei? Quanto tolerei?
Porque quando passarmos para o lado de lá, nós sentiremos realmente qual era a nossa verdadeira, função na Terra. - "Olha a minha função na Terra, era despertar o amor e desenvolver  a minha inteligência."Quando vemos que perdemos tempo, e que deixamos nosso objetivo de lado, sofremos. Então, nós devemos nos esforçar em fazer aos outros o que gostaríamos que nos fizessem, sem cobrança. De manhã não é gostoso receber um sorriso e um bom dia? Quando estamos cansados, sermos servidos? Não é bom quando cometemos um erro com o outro e esse nos desculpa? É simples, é assim que devemos fazer.
Simão o Apóstolo de Jesus, queria muito ajudar aos outros, porque via muito sofrimentos nas pessoas e  daria sua vida pelo outro se fosse preciso.
Ele perguntou a Jesus o que era a vida? porque da vida? E aí Jesus falou para ele, Simão, Deus é vida. E Deus dirigi o nosso viver. Deus não criou todos os espíritos de uma só vez, criou todos com o mesmo amor, mas cada um a seu tempo se olharmos o vaso do quintal, toda semana tem um brotinho novo, é Deus criando, Deus não para de criar, a vida não para, então isso significa que cada espírito está em um grau evolutivo e aí Jesus disse para Simão, que Deus aproveita aquele filho que já viveu a muito tempo e já conseguiu despertar o amor dentro do seu coração, a providência divina usa esse filho como instrumento, para que ele possa ajudar o seu irmão da retaguarda a aprender a amar. E aí Jesus diz assim: Que o espírito com mais conhecimento de vivência ensina o seu irmão a andar e ele ensina o seu irmão a andar para servir para se melhorar. Conforme vamos melhorando, transformando com muito esforço, nossos defeitos em virtude, vamos despertando cada vez mais os nossos dons pela vida.
" Ainda Simão, somos insconsciêntes na arte de criar. Aqueles mais velhos, que os milênios despertaram para o amor, esses servem de instrumentos, nas mãos da sabedoria espiritual, para ajudar aos da retaguarda a aprenderem a andar, a andar para servir, a servir para melhorar, e para melhorar acordando em si todos os dons da vida, para que Deus, essa força universal, se faça explodir por dentro das criaturas, e elas possam entender os princípios da vida, mesmo que não possam ou não saibam dar explicações sobre a que é Viver. Eis que estamos todos juntos, por vontade de Deus, e é de nosso de ver saber Viver bem, compreendendo os ensinamentos da Boa Nova do Reino, da qual nos fizemos portadores para a Terra. Ela constitui semente de valor maior, competindo a nós semear e dar assistência, nos moldes da natureza, porque seu nascimento, crescimento e frutos pertencem Àquele que criou a própria vida universal: Deus. Viver Simão, é amar, pois o Senhor nos fez por amor."
(Livro: Ave Luz - Shaolin psicografado por João Nunes Maia)
Domingo é comemorado o dia das mães, desejo a todas as mães encarnadas e a todas a mães desencarnadas, que suas forças sejam renovada e que nossa Mãe Maria Santíssima as cubram com seu manto de Luz.
E a todos os filhos encarnados e a todos os filhos desencarnados, gostaria de dizer, que o melhor presente para uma mãe é o seu sorriso e a sua luta no caminho do bem.


Elaine Saes

Inspiração: Livros: Resposta da Vida - André Luiz - F.C.X. lição: Convivência.                                                                                Citação: livro: Ave Luz - Shaolin psicografado por João Nunes Maia lição - Viver.
Palestra III - Casa da Prece Jesus nos Guie - 10 de maio de 2012

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por sua mensagem. Será publicada após aprovação.

imprimir pdf