Translate

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2016

MATURIDADE ESPIRITUAL

"Segui a paz com todos e a santificação, sem a qual ninguém verá o Senhor."
                                                                                                          Hebreus 12:14


A manifestação da divina bondade é sempre sem alarde e destituída de espetáculos fenomênicos.

Os homens buscam sempre a revelação superior, dos emissários do Alto, em coisas espetaculares ou de qualquer forma que chame a atenção dos espectadores. Aguardam a intervenção espiritual dizendo ser necessário que se realize desta ou daquela maneira, pois "precisam" acreditar. Pedem sinais e manifestações extremas de um poder que julgam sobrenatural.

Entretanto as manifestações de Deus nas vidas de seus filhos são sempre singelas e de forma a falar mais ao sentimento do que à vista. Muitas vezes, essa intervenção do Mundo Maior e dos emissários
do Alto se processa de tal maneira anônima que requer muito raciocínio a fim de que se a descubra.

A natureza é a manifestação constante de Deus. Observando as coisas criadas, ver-se-á que o Grande Arquiteto do Universo jamais assinou as suas obras. Sua manifestação no mundo é suave, sutil, harmônica e perfeita.

Ao homem se requer a maturação espiritual, além da biológica, a fim de desenvolver certos sentidos e ampliar aqueles existentes. Isso fará com que perceba mais intensamente a Divina Presença.

Não basta querer ver a atuação direta de Deus ou de seus prepostos, é imprescindível que o homem aprenda a se elevar. É necessário vencer o peso da matéria e se desmaterializar. É uma realidade que, através da espiritualização ou da santificação interior, o ser poderá perceber a manifestação mais intensa do poder de Deus.

Há que desenvolver a voz de maneira harmoniosa e educar as potencialidades do verbo a fim de entrar em sintonia com Deus, que fala pela voz inarticulada da natureza.

Há que educar o ouvido para ouvir a melodia dos imortais, selecionando as fontes e o conteúdo do que se ouve. Ouvir bem transcende o simples escutar. Aprendendo a sublimar esse sentido divino, poder-se-á superar os limites das ondas hertzianas e captar a voz de Deus no interior do Si.

É urgente a necessidade de educar a visão a fim de perceber-se, descobrindo Deus em cada ser, vendo-o em cada criatura. A visão interior, psíquica, espiritual, é necessário para ver que Deus e seus mensageiros estão se manifestando em toda parte.

É preciso desenvolver a sensibilidade do tato, do olfato, do paladar e de todas as manifestações da vida em sí, a fim de transcender todas as formas objetivas e penetrar no subjetivismo da criação. Assim, o homem interior sintonizar-se-á com o Criador e verá quanto Deus fala, como Deus age, onde Deus se manifesta.

A flor, a lágrima caída ou contida, a dor, o sorriso, a tempestade, a brisa suave, a vida que chega, a vida que parte trazem a mensagem de esperança, a voz de Deus que fala serenamente ao coração.

Há que desenvolver as sutilezas dos sentidos espirituais a fim de captar a mensagem do Criador.

Robson Pinheiro - pelo espírito de Alex Zarthúr - livro Serenidade

 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por sua mensagem. Será publicada após aprovação.

imprimir pdf