Translate

terça-feira, 2 de fevereiro de 2016

LIBERTAR-SE E LIBERAR-SE

"Ora, o aguilhão da morte é o pecado, e a força do pecado é a lei".
                                                                                I Coríntios 15:56

  Ansiando por liberdade, o homem se defronta com impedimentos sociais ou fatores psicológicos que o inibem diante do mundo.

  Na volúpia avassaladora que o domina, torna-se produto de uma sociedade massificada, arrastado pelo desejo que o envolve. Perde a espontaneidade ante a busca de sua liberdade. Acaba por prender-se aos comportamentos programados, sem, contudo, alcançar a sua realização.

  A massificação invade as comunidades da Terra, e o homem perde a sua identidade, perdendo também a sua liberdade.

  O ser tenta uma existência anômala, em que se reveste da máscara para cobrir sua insegurança ou seu desequilíbrio.

  A liberdade sonhada perde o seu atrativo, e o homem mergulha nas águas turvas  dos desejos e das paixões.

  A negação da realidade, a omissão do afeto e da realização são o que as religiões chamam de pecado. É a inversão que o ser comete ao trocar o modesto pelo soberbo.

  Nessa fuga da realidade e na perda da identidade, as pessoas têm medo de descobrir que são elas que tentam enganar a si mesmas; preferem se sentir vítimas a ser como pessoas simples.

  É preciso urgentemente retomar a simplicidade. Simplificando a vida, a liberdade interior refulge como o sol.

  Libertar-se é banhar-se de luz, é conscientizar-se, seja no mundo físico ou no espiritual; é abrir os olhos para ver e, à medida que enxergar, deslumbrar-se com a verdade da vida espiritual.

  O elemento psicológico mais importante para o ser é a sua  consciência, que não pode se negada.

  Ser livre é ser bom, conscientemente. Ser livre é, também, acatar a verdade que existe dentro de cada ser, recusando as máscaras da escravidão.

Robson Pinheiro pelo espírito de Alex Zarthúr - livro Serenidade

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por sua mensagem. Será publicada após aprovação.

imprimir pdf