Translate

terça-feira, 2 de fevereiro de 2016

CRER PARA VER

"Mas já vos disse que também vós me vistes, e contudo não credes. "
                                                                                                João 6:36

  Muitos dizem que é preciso ver para crer. reclamam sinais ou manifestações ostensivas a fim de que possam dar crédito à realidade extrafísica ou à existência de uma dimensão energética.
  O ceticismo do presente  século pretende a negação da ideia de um modelo ou inteligência suprema e diretora de todos os fenômenos da vida. Vai ainda mais longe a descrença, pedindo provas palpáveis e que satisfaçam o imediatismo dos interesses materialistas. Os indivíduos gritam e reclamam provas e mais provas a fim de que creiam em algo que, para existir, não os consultou.
Mas a vida oferece respostas que desafiam a sabedoria dos sábios.
  Aqueles que dizem basear sua descrença em fatos científicos se esquecem de pesquisar os anais da chamada ciência. Aquilo que em determinada época é considerado verdade científica logo caduca. Em vosso século as chamadas verdades dos vossos sábios deixam de ser verdades em apenas uma década. O progresso mais rápido realizado nos dias atuais vos ensina que os chamados fatos científico são tão questionáveis quanto a sabedoria dos cientistas materialistas.
  É preciso ver para crer, dizem alguns. Nós dizemos, entretanto, que é preciso crer para ver.
Em torno da vossa acanhada vida física operam forças, energias e formas de vida que não vedes e muitas vezes não sentis; no entanto, existem.
  Desde a vida e a energia nos domínios subatômicos, bem como os elétrons, que giram em torno de seu núcleo, até a força gravítica que sustenta os mundos na amplidão, não tendes senão concepções matemáticas ou cálculos, que a maioria de vós não entende, a prova muitas das "verdades" científicas de vosso século.
  A existência do DNA e dos elementos químicos considerados mais simples em vossas tabelas periódicas não é, muitas vezes, acessível. Sua existência é um fato, mas ninguém, ainda, em vosso mundo viu com seus olhos a maioria das coisas que vossos cientistas vos convencem de existir.
  É preciso crer par ver. A natureza é pródiga em demonstrar a quase infinita variedade da vida somente no planeta Terra. Que dizer então da vida que vai além dos limites que a natureza traçou para os olhos e ouvidos humanos?
  Aquém do infravermelho e além do ultravioleta vibra a vida, sem que o homem tenha noção das energias que aí se movimentam.
  É preciso crer para ver. Sim, pois que a visão humana é muito restrita para perceber inclusive as vidas consideradas do mundo "físico". Que dizer então das vida extrafísica? Não basta ver. É preciso crer. Não basta escutar. É preciso ouvir. Não é bastante enxergar. É imprescindível perceber.
  A vida elege aqueles que ascendem a etapas mais aperfeiçoadas . Para perceber as manifestações da vida de mais além é exigida a maturação não somente biológica, mas principalmente psíquica.
  É preciso transcender para ver. Isso é para que tem olhos de ver.

Robson Pinheiro pelo espírito de Alex Zarthúr
Livro Serenidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por sua mensagem. Será publicada após aprovação.

imprimir pdf