Translate

quarta-feira, 3 de outubro de 2012

PALESTRA - FÉ


A Fé que transporta montanhas...


Quando percebemos a grandeza da Boa Nova, compreendemos que Jesus, com a sua presença, através de seus ensinos... E exemplos; modifica e renova a cada um de nós. E aí, passamos a amar a casa de Caridade que frequentamos, porque ela nos mostra o modo de ser, através das preleções... Dos doutrinadores amorosos... E Frequentamos então, semanalmente com boa vontade, e levamos para nossa a casa, o nosso Celeste Amigo.
 Lá em casa, Jesus nos inspira a boa palavra... Orienta-nos o modo de ser... Nos ajuda a domar as nossas paixões; e naturalmente vamos praticando seus ensinos com os nossos familiares e aos pouquinhos a nossa casa vai se transformando em um Lar.
O lar é a nossa primeira sala de aula, nessa grande escola que é o Planeta Terra. É ali, entre as quatro paredes que mostramos quem realmente somos, é ali que retiramos a nossa máscara, quando chegamos. E é naquelas quatro paredes que iremos aprender a amar o nosso irmão.

Quantas vezes ouvimos a frase: - Olha... tenho um amigo, que mais meu irmão do que o meu próprio irmão de sangue!

E semana passada ouvi o seguinte comentário: - Meu neto começou a namorar uma mocinha, olha não sei por que, mas eu gosto tanto dela! Não a conhecia, nunca a tinha visto... Até falei para ela - Letícia, você parece ser minha neta de sangue.

E às vezes, nos sentimos tão incomodados com nossos próprios parentes de sangue...
Por que isso acontece? 
Porque esses espíritos que nos transmitem o bem estar, em outras encarnações nasceram em nosso meio familiar, bem próximos de nós, e conseguimos desenvolvemos o amor para com eles, então, nessa encarnação eles não precisam estar tão próximos. Eles fazem parte de nossa família Universal e não de nossa família carnal. 

E com aqueles parentes que sentimos dificuldade é onde se faz necessário desenvolver o amor.

A família é um agrupamento onde nós espíritos, fomos atraídos por sentimentos de simpatia ou antipatia, dependendo das nossas necessidades carmicas, todos nós, temos diferentes tendências e buscando o ajuste familiar. Muitas vezes sob conflitos. 
Na família e onde temos a oportunidade de praticar as nossas virtudes e adquirirmos outras; com o único objetivo. Desenvolver o amor!

Para essa nossa caminhada... Se faz necessário que tenhamos muita Fé. A verdadeira fé, a fé que transporta montanhas...

Na época de Jesus havia um homem que estava desesperado porque seu filho estava doente. Ele já havia levado o filho até os apóstolos, mas esses não conseguiram curá-lo. Então o homem foi até Jesus e pediu: - Senhor cura meu filho, seus apóstolos não conseguiram, e Jesus pediu que trouxesse o rapaz, e Ele o curou. 

Depois os Apóstolos perguntaram a Jesus por que eles não conseguiram curar o filho daquele homem? E Jesus lhes disse: Vós não conseguistes curá-los, porque vos faltou Fé. Porque na verdade vos digo que, se tiverdes a fé como um grão de mostarda, direis a este monte: Passa daqui para acolá, e ele há de passar. (Mateus cap. 17: vers. 14-15).

Jesus não quis dizer que o monte se arrastaria daqui para lá, Ele usou dessa figura de linguagem para mostrar o quanto é poderosa a fé. A verdadeira Fé. A Fé que transporta montanhas.

Agora o que é ter Fé? 
O que é a Fé?

Ter fé é acreditar?
Crer? 
Ter fé é ter fidelidade, é ser fiel à nossa crença.

Pensemos... Todos nós acreditamos... Cremos... que os ensinos de Jesus, praticados em nosso dia-a-dia nos transforma em pessoas melhores. Não é mesmo!

Pois bem, se não tivermos fidelidade, se não formos fieis a essa crença. Se não vestirmos a camisa e lutarmos por essa causa em nosso dia-a-dia, não adianta só crer e acreditar.

Se eu comprar uma máquina com um motor forte para me ajudar no serviço, mas se nunca ligar a máquina, o que adianta tê-la?

Se tenho um cômodo em minha casa que está escuro, puxo um fio de energia, instalo uma lâmpada, mas se não apertar o botão no interruptor, não adianta, o cômodo continuará no escuro.

A fé precisa de obras! Senão não tem valor. Na hora da dificuldade, da provação se não tenho a verdadeira fé, me desespero, aí chega alguém e diz: - Olha! Ali tem um lugar que pode resolver o seu problema, eu acredito, creio e vou até lá, chegando, vejo que não resolveu como esperava, aí volto... Escuto na T.V. um convite para ir a tal lugar que minha vida será modificada... Acredito. Creio e vou. Chegando lá, vejo que não é bem assim... Voltando olho em um poste na rua e vejo um cartaz,  onde está escrito; - Resolvemos seu problema em 24 h. acredito. Creio e vou novamente me decepciono por não resolver meu problema e assim vou pulando de galho em galho e o desespero aumentando... Ao ponto de fazer uma escolha errada.

Se tiver fé, sei que ela não tem o poder de retirar os meus problemas, as minhas dificuldades, pois são ensinamento e eu preciso deles, para evoluir, então, diante da dificuldade, da provação... Vou chorar? Sim! Vou sofrer? Sim! Mas não irei me desesperar, porque sei que o socorro está vindo, devo aguentar só mais um pouquinho e socorro já vai chegar. A fé tem o poder de dar esperanças.

A verdadeira fé, a fé que remove montanhas... Quais montanhas a fé remove? As montanhas que trazemos dentro de nós: O egoísmo, a orgulho, a vaidade, a inveja, o ciúmes, o personalismo, a ira, a maledicências... Num trabalho constante de autoconhecimento e reforma íntima.

A fé não é conquistada através de estudos. A fé é inata, todos nós nascemos com o germe da fé e ela é desenvolvida através de nossos sofrimentos diante das nossas provas diárias.

Devemos ter fé para conosco, se Deus nos confiou um trabalho, é porque temos condições, capacidade para tal, mas muito importante, devemos ter humildade, não pensemos que só porque Deus nos confiou algo, nada poderá nos impedir de realizarmos. Devemos estar sempre vigilantes, olhando o nosso caminhar para que não nos desviemos.

O Espiritismo nos ensina que devemos ter uma fé raciocinada, devemos usar da razão, se acreditamos em algo, devemos saber o porquê acreditamos.

Emmanuel no livro Caminho, Verdade e vida, psicografado por Francisco Cândido Xavier nos orienta que diante de uma dificuldade, devemos fazer usa da ferramenta Meditação e nos diz assim:

*NA MEDITAÇÃO

(...) 

Teus olhos, naturalmente, estão cheios da angústia recolhida nas perturbações ambientes.

... Tens o coração atormentado.

É natural. Nossa mente sofre sede de paz, como a terra seca tem necessidade de água fria.

Vem a um lugar à parte, no país de ti mesmo, a fim de repousar um pouco. Esquece as fronteiras sociais, os controles domésticos, as incompreensões dos parentes, os assuntos difíceis, os problemas inquietantes, as ideias inferiores.

... Concentra-te, por alguns minutos, em companhia do Cristo, no barco de teus pensamentos mais puros, sobre o mar das preocupações cotidianas...

Ele te lavará a mente eivada de aflições.

Balsamizará tuas úlceras.

... Basta que te cales e sua voz falará no sublime silêncio.

Oferece-lhe um coração valoroso na fé e na realização, e seus braços divinos farão o resto.

(...)

Jesus nos responde da maneira que mais nos aprouver, pode ser através de uma mensagem... Uma letra de música... Uma frase dita por alguém que não conhecemos... Uma criança... Um a outdoor na rua, mas para isso devemos estar sempre atentos, ligados, sintonizados com ao alto, prestando atenção em nossos sentimentos e pensamentos.

Lembrando sempre da necessidade de se preparar para dormir, lendo uma mensagem edificante, fazendo nossas preces com sentimento, para que enquanto nosso corpo físico se refaz do desgaste diário, nosso espírito possa ser levado às escolas, ao aconselhamento, afim de que possamos no dia seguinte estarmos fortalecidos para um novo dia.

Que Deus nos fortaleça em nossa caminhada.

Obrigada pela atenção e vamos aos trabalhos.


Elaine Saes

Palestra V ministrada na Casa da Prece Jesus nos Guie  07 de junho de 2012

Inspiração: 
Livros: Jesus no Lar - Neio Lúcio - F.C.X. - Lição:  Introdução  e  O Culto Cristão no Lar.
Adolescente, mas de passagem - Paulo R. Santos - cap. IX A família, a casa e o lar.
Citação:
* Livro: Caminho, Verdade e Vida - Emmanuel - F.C.X. Lição 168 "Na Meditação".


2 comentários:

  1. que Deus te abençoe minha irmã Elaine Saes, belissimas suas sábias palavras, eu estava precisando ler algo assim, obrigada
    abraço. Ivani

    ResponderExcluir
  2. Que Deus continue te abençoando querida irma Elaine saes, belíssimas palavras, estava precisando ler algo assim.
    abraços
    Ivani
    ,

    ResponderExcluir

Obrigada por sua mensagem. Será publicada após aprovação.

imprimir pdf