Translate

quinta-feira, 27 de abril de 2017

CURSO DE FILOSOFIA ESPÍRITA - LIVRO 3 - CAP 20

A LEI DE CONSERVAÇÃO - EGOISMO

 BIBLIOGRAFIA
O LIVRO DOS ESPÍRITOS - Allan Kardec - Edit FEB 
DICIONÁRIO DE FILOSOFIA- Nicola Abbagnano - Edit Martins Fontes
 
REFLEXÃO 
ALTRUÍSMO E EGOÍSMO
Por egoísmo entendemos as ações voltadas para o eu, portanto, o altruísmo é justo o contrário, todas as ações voltadas para o outro. Seria então o altruísmo a grande virtude?
Aristóteles certamente dirá que não.
Não?
Para ele a virtude estaria no meio desses dois extremos, ou seja, nem tanto o eu, nem o total abandono do eu.
Jesus pregava: "amar ao próximo como a si mesmo", em outras palavras, o equilíbrio.
Tornar as ações benéficas ao eu estendido. Ao eu cósmico. Ao eu que engloba não só outro como tudo que esta na natureza. Enfim, tudo. Por consequência, Deus, o todo. 

1 PARTE: OBJETIVO DESTA AULA
Sendo o egoismo uma das "chagas da humanidade"nas palavras de Kardec, esta aula tem por objetivo, o estudo, a investigação e o aprofundamento do tema que é a causa do maior entrave nas relações e na evolução do homem.

2 PARTE: INTRODUÇÃO
O homem ao passar do egoísmo ao altruísmo esta a caminho da felicidade, ou em outras palavras, o egoísmo torna a pessoa feliz num curto intervalo de tempo. O egoísmo é um sentimento trazido de reinos inferiores onde a preservação do ente e da espécie se fazem necessários. O homem para sua preservação ainda mantém esse sentimento, porém, o psiquismo pode dar vazão excessiva a ele.
No homem, a existência da razão, faz com que aquela vazão psíquica possa  a ser controlada através da vontade. Elementos morais são inibidores do egoísmo, tendo por base a boa convivência entre os seres.


3 PARTE: A LEI DA CONSERVAÇÃO
Uma das leis naturais ou divinas aplicável, sobretudo nos reinos inferiores é a da conservação.
Neste reinos, os seres são impulsionados deterministicamente a manterem sua vida como lei suprema.
No reino hominal, com o advento da razão, das emoções, dos sentimentos e da espiritualização por vezes a valorização tem outros aspectos que sobrepujam a própria vida, mormente se envolvem outros seres viventes.
Em o livro dos Espíritos Kardec questiona as entidades superiores sobre a lei da conservação: 
702 - O instinto de conservação é uma lei natural?
- Sem dúvida. Ele é dado a todos os seres vivos, qualquer que seja o grau de sua inteligência. Em uns ele é puramente maquinal (mecânico) em outros ele é racional.  
703 - Com qual objetivo Deus deu a todos os seres vivos o instinto de conservação?
- Porque todos devem concorrer para os objetivos da Providência. É por isso que Deus lhes deu a necessidade de viver. Alias, a vida é necessária ao aperfeiçoamento dos seres, e eles o sentem instintivamente sem aperceberem.
Nesta última questão percebemos a grandeza da criação onde Deus fornece a vida e a ferramenta para a sua manutenção.

4 PARTE: A PRESERVAÇÃO NO REINO ANIMAL
No reino animal, como vimos na questão 702, a preservação é puramente maquinal e mais, o ser procura a sua preservação. Não tem ideia do outro. No caso materno enxerga os filhos com sendo sua extensão por isso o preserva. No caso de dividir o alimento se o faz é por saber que é a forma de preservação mais eficaz, como exemplo a caça coletiva. Portanto, nesse reino não podemos classificar o animal como egoísta, pois ele tem o instinto da preservação e tem lampejos do mundo de relações. O outro ser semelhante só lhe é necessário (união de forças) para obter alimentos, pois caso ele não viesse a se relacionar saberia da impossibilidade de obter o alimento.
Neste reino não caracteriza a existência do egoísmo e sim conservação, pois, o animal se alimenta do estritamente necessário.


5 PARTE: O DESPERTAR NO REINO HOMINAL
O princípio inteligente ao adentrar o reino hominal é-lhe acrescentado em seu psiquismo a razão, o reconhecimento de si e do outro. Passa a existir a vida de relações, Essa relação não fica só no âmbito da necessidade de preservação, vai além.
Essa vida de relações se encontra com pouquíssimas experiências, no máximo, a formação do grupo para seu atendimento de sobrevivência através do alimento e através da defesa. 
Existe toda a potencialidade a ser desenvolvida. A razão vai auxiliar nessa tarefa. E la esta na forma potencial e aos poucos vai se atualizando. 

6 PARTE: O EGOÍSMO - CONCEITOS
O Dicionário nos diz que "egoísmo é um termo criado no século XVIII para indicar a atitude de quem dá importância predominante a si mesmo ou a seus próprios juízos, sentimentos ou necessidades e pouco ou nada se preocupa com os outros. 
O egoísmo não se comporta como se estivesse só no mundo, mas está absorvido por seu eu social que se apega somente aos seus próprios valores ou àqueles que podem tornar seus.
Existe uma diferença entre o "amor de si"e o "amor egoístico".
Aquele é o amor que devemos ter para conosco mesmo no sentido de nos preservarmos e mantermos o que nos foi emprestado por Deus para a realização da nossa evolução como espírito. 
O egoísmo quer a posse de tudo, diferentemente o egocentrismo coloca o eu dentro do mundo. P egoísmo é o amor excessivo ao bem próprio sem considerações ao bem alheio. é um exclusivismo que faz o indivíduo referir tudo a si próprio. Kant afirma que a partir do dia em que o homem começa a falar na primeira pessoa, ele passa a por o seu querido "eu"na frente de tudo.
O altruísmo é o antônimo de egoísmo.

 7 PARTE: O EGOISMO NOS DIAS ATUAIS
A globalização, o individualismo, o consumismo e a informatização, de certa forma, tudo estimula o egoísmo ou no mínimo faculta.
A globalização se alimenta da concorrência entre as empresas estimula a concorrência entre os indivíduos a ponto de ser tornar extremada. A globalização filha dileta do capitalismo transforma tudo em necessário, inclusive e sobremaneira,  o supérfluo. O objetivo primordial é o ganho financeiro. A tecnologia se transforma na serva mais competente e fiel daqueles interesses. O consumo alimentando o próprio consumo. Os recursos naturais se vão extinguindo e gerando mais e mais lixos urbanos.
A novidade de hoje é o obsoleto de amanhã, forçando asociedade se manter no circulo vicioso da compra.
Tudo isso acontecendo de formam muito rápida e cada vez mais gente se engajando ao processo transformando excluidos em cegos.
Esse quadro é terreno fértil para o egoísmo. Essa espiral crescente irá ter um dia o seu climax e instantaneamente a roda gigante será travada. O custo disso serão sofrimentos incalculávies
.
8 PARTE: CONSEQUÊNCIAS DO EGOÍSMO
As consequências do egoísmo são perversas para todos. Num primeiro instante, beneficia um único elemento ou poucos elementos de uma sociedade para em seguida causar malefícios a muitos.
Quando todos desenvolvem o egoísmo, o conjunto vai aos caos. Impera a lei da selva entre os homens. O domínio do conhecimento tecnológico utilizado em benefício de poucos tem força destruidora muito maior que a força bruta.
Os recursos disponíveis na natureza beneficiando poucos em  detrimento de muitos.
Poucos transformando recursos necessários a todos em supérfluos para minoria.
Kardec questiona os espíritos superiores sobre esse assunto:
711- O uso dos bens da Terra é um direito para todos os homens?
- Esse direito é a consequência da necessidade de viver. Deus não pode ter imposto um dever sem haver dado os meios de satisfazer.
O egoísmo leva a dominação através de idologias e artimanhas desenvolvidas de forma a poucos se abastarem a custa de trabalho de muitos.
É a escravidão encoberta por novos matizes.
O egoísmo acarreta uma série de ações no sentido de homens subordinarem homens. Essa subordinação deixa oculto os caminhos ficando aparente somente os resultados: homens vivendo no luxo extremado ao lado de homens que se encontram abaixo da linha de pobreza, famintos e desnutridos. Disparidades imensas entre homens sob o aspecto social, econômico e fanceiro. Esse egoísmo provoca consequências danosas àsociedade e os efeitos estão a olhos vistos a todo instante: violência de toda ordem, assaltos, sequestros, homicídios, corrupção, vícios, ataques contra a natureza, florestas, animais, crianças e idosos que são os mais fracos física ou intelectualmente.
Emfim, o egoísmo está na raiz de todos os sofrimentos sejam eles individuais ou coletivos e geralmente tem origem pontual (indivíduo) e consequencia coletiva (toda sociedade).

9 PARTE: PASSANDO DO EGOÍSMO PARA O ALTRUÍSMO
A saída do caos, do sofrimento, da infelicidade só se dará quando a humanidade mudar de paradigma: deixando o individualismo, o egoísmo e o orgulho indo ao altruismo, ao cooperativismo social.
O caos só dará lugar a harmonia e a felicidade quando o homem deslocar o foco do individual para o coletivo, do particular par o universal, do seu mundo umbilical para o cosmos. Finalmente, levantar os olhos e entender que qualquer ação individual tem reflexo no todo.

10 PARTE: O EGOÍSMO NA VISÃO ESPÍRITA
Sob a óptica da doutrina espírita que teem bases evolucionistas, o princípio inteligente ao entrar no reino hominal adquire novos atributods psiquicos, razão, emoção, sentimentos se tranformando naquilo que conhecemos com espirito.
Nesse instante, o espírito sóm tem como xperiências aquilo que no reino animal se traduzia por ações de conservação do próprio corpo físico agora se traduz por egoismo.
Nenhuma experiência ainda com essas novas características psiquicas. Aos poucos porem, elas caminham para se tranformarem numa espiritualização, ou eja, essas novas caractrísticas têm uma longa caminhada no sentodo da valorização do espírito em detrimento da matéria.

11PARTE: CONCLUSÃO
O homem é insaciável quanto aos bens materiais. Somente valorizando o aspecto espiritual da vida é que ele vai abrandar esse defeito. O egoísmo está dpresente em todos os homens no mais variados graus; Essa imperfeição é indenpendente da sua situação enconômica - financeira bem como do seu nível intelectual.
O egoísmo sofre, entretanto um terrível abalo com a espiriualização. Todo incremento deste implica numa redução daquele. Logo o antidoto para a chaga egoímo é a espiritualização acompanhada de refroma interior.
Como o egoísmo é influenciado pela escala individual de valores, são estes que irão amenizar, controlar e domar esta fera que hoje habita em nossa alma.
Alla Krambeck
 
.Curso de filosofia Ifevale http://ifevale.org.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por sua mensagem. Será publicada após aprovação.

imprimir pdf