Translate

quinta-feira, 13 de outubro de 2016

NIRVANA



O budismo nos diz que o Nirvana é o estado da não individualidade, é o estado de iluminação.

Ele é adquirido quando a raiz do apego e da ilusão foi cortada, a inquietação do desejo compulsivo se foi e o auto-conhecimento pacífico adveio. O fato e portanto, a possibilidade real, do nirvana constitui a terceira das quatro verdades nobres de Buda. São elas:
1-) O sofrimento em si – todas as angustias da vida, as dores físicas,  doenças aborrecimentos e morte.

2-) As causas desses sofrimentos – como surgem esses sofrimentos, qual a causa dessa natureza insatisfatória.

3-) O estado liberto dos sofrimentos – o Nirvana

4-) O caminho de efetivação da mudança (o Nobre Caminho Óctuplo) – como sair dos sofrimentos e chegar ao estado liberto - ao nirvana.

Observamos que estes estudos não utilizam recursos metafísicos e os conceitos de alma, espírito, Deus. Eles se restringem aos comportamentos que devemos ter em vida para atingirmos um equilíbrio e desfrutar uma vida pacífica, harmônica e serena. Trata - se de uma filosofia de vida. Nada transcendente.

O budismo nos diz que o Nirvana é o estado da não individualidade, é o estado de iluminação.

Ele é adquirido quando a raiz do apego e da ilusão foi cortada, a inquietação do desejo compulsivo se foi e o auto-conhecimento pacífico adveio. O fato e portanto, a possibilidade real, do nirvana constitui a terceira das quatro verdades nobres de Buda. São elas:
1-) O sofrimento em si–todas as angustias da vida, as dores físicas,  doenças aborrecimentos e morte.

2-) As causas desses sofrimentos– como surgem esses sofrimentos, qual a causa dessa natureza insatisfatória.

3-) O estado liberto dos sofrimentos– o Nirvana

4-) O caminho de efetivação da mudança (o Nobre Caminho Óctuplo) – como sair dos sofrimentos e chegar ao estado liberto - ao nirvana.

Observamos que estes estudos não utilizam recursos metafísicos e os conceitos de alma, espírito, Deus. Eles se restringem aos comportamentos que devemos ter em vida para atingirmos um equilíbrio e desfrutar uma vida pacífica, harmônica e serena. Trata - se de uma filosofia de vida. Nada transcendente.

extraído - Curso de Filosofia Espírita - site Ifevale
Elaine Saes

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por sua mensagem. Será publicada após aprovação.

imprimir pdf