Translate

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2016

Como podemos conceituar o perispírito?


O perispírito não é uma criação nova destinada a resolver dificuldades. Ele representa o corpo da alma, pois não se poderia conceber uma alma sem corpo. Esse organismo era conhecido dos antigos cristãos. São Paulo denominou-o corpo espiritual. Tertuliano diz que a corporeidade da alma é afirmada nos Evangelhos: Corporalitas animae in ipso Evangelio relucescit, e acrescenta: se a alma não tivesse um corpo, a imagem da alma não teria a imagem do corpo.

Antes do advento do Espiritismo, sob que nomes o corpo espiritual era conhecido? 
Os estudiosos antigos e modernos deram ao corpo que envolve a alma nomes diversos, de acordo sempre com o idioma que usavam: em hindu, Linga-Sharira; em hebraico, Nephes; em egípcio, Ka ou Bai; em grego, Ochéma. Pitágoras nomeava-o Eidolon ou carro sutil da alma; Cudworth (filósofo inglês), mediador plástico; os ocultistas e teosofistas chamam-no corpo astral.
 
(A Vida no Outro Mundo – Cap. VIII – Existência do Perispírito e Desdobramento da Personalidade.)
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por sua mensagem. Será publicada após aprovação.

imprimir pdf