Translate

segunda-feira, 10 de abril de 2017

Criticos e Impiedosos - LEI DE IGUALDADE

Não te permitas a atribuição de avinagrar as horas de outrem mediante o
ingrediente da crítica contumaz ou da censura incessante.
Há muitos críticos na Terra que apenas vêem o que lhes apraz,
conseguindo descobrir o humilde cascalho no leito de um rio de brilhantes
preciosos.
Sua argúcia facilmente aponta erros, aguça detalhes negativos, embora
insignificantes. São perfeccionistas em relação às tarefas alheias, combativos
contra os companheiros de lide, nos quais sempre descobrem falhas,
descoroçoando, facilmente, quando no lugar daqueles aos quais combatem.
São críticos, porém, incapazes de aceitar as apreciações que os
desagradam.
Quando advertidos ou convidados ao diálogo franco, de que se dizem
partidários, justificam os enganos e justificam-se, não admitindo admoestações ou corrigendas.
Há, sim, muitos desses críticos na Terra.
Ouve-os, mas não te detenhas nas suas apreciações.
Segue adiante e porfia sem desânimo.
Eles também passarão pelo crisol das observações alheias, nem sempre
sensatas ou verdadeiras.
Sê tu aquele que ajuda com alegria em qualquer circunstância.
Mesmo que te agridam, ora por eles e não os ames menos.
Não tens o dever de agradá-los, é verdade, porém não os tenhas como
inimigos.
Sem que o saibam ou porque insistam em ignorálo, necessitam de tua
amizade pura e desinteressada.
Assistido por tais críticos impiedosos e por eles insistentemente
perseguido; fiscalizado por tais “defensores da verdade” e por eles combatido;
seguido a cada passo por frios e céticos reprochadores e por eles azorragado
verbalmente, Jesus prosseguiu sereno, por saber que os doentes mais
inditosos, são os que se recusam reconhecer a posição de enfermos, quando
os piores cegos são aqueles que não querem ver
Buscando o “reino dos céus”, não contes com os enganosos aplausos da
Terra, bendizendo os teus críticos, os fiscais insensíveis da tua conduta, que,
sem quererem, te impelirão para Jesus, o fanal que desejas honestamente
lograr. 
Joanna de Ângelis - Livro Leis Morais da Vida cap 43

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por sua mensagem. Será publicada após aprovação.

imprimir pdf